domingo, 29 de maio de 2011

Tipos de alisantes para o cabelo

                                 Tioglicolato de amônio

O tioglicolato é um princípio ativo que serve para amolecer a fibra capilar, deixar o fio maleável, para ser moldado como se desejar. Se pentear, ele alisa. Se enrolar, ele forma cachos
Ele age no córtex, quebrando as ligações de cistina (um dos 18 aminoácidos, partes de proteína que formam a fibra capilar).  A força do produto para quebrar as ligações é a menor entre outros produtos, alisa menos. Mas a agressão é reduzida, tendo menor perda de proteínas e de água do interior da fibra.
O tioglicolato é geralmente aplicado em fios virgens ou anteriormente processados com ele.
Cabelos frágeis após tinturas e descolorações, prefira o tioglicolato de amônio para alisar.

                                Hidróxido de guanidina

A guanidina, é mais potente na quebra de ligações de cistina do que o tioglicolato, mas sua força é menor em relação ao sódio e ao lítio. Muito cuidado na hora da mistura, pois se usado cálcio em demasia o resultado é ressecamento.
O uso da guanidina é indicada para cabelo virgem ou já alisado com essa base, seja crespo, afro, grosso ou resistente.
Os cabelos podem ser coloridos, de preferência com tonalizante sem amônia.
Os lisos com guanidina não se deve fazer reflexos, porque o ressecamento provocado pelo cálcio e a perda protéica na quebra das ligações de cistina são potencializados pelo oxidante.
A guanidina é um tipo de hidróxido, ela aceita outros hidróxidos, como o de sódio e o de lítio.

                                    Hidróxido de sódio

É um dos alisantes mais usados, tendo ação intensa porque, além do grande potencial para quebrar as ligações de cistina, contém moléculas menores, penetrando facilmente na fibra ele quebra maior número de ligações em menor tempo, resultando em um alisamento mais rápido.
A substância é adotada em cabelo virgem, já alisado com a base, crespo e afro.
Luzes e mechas não devem ser realizadas em cabelos tratados com hidróxido de sódio, porque o oxidante potencializa os danos. A resistência do cabelo fica comprometida, podendo ocorrer quebra.

                                      Hidróxido de lítio

O hidróxido de lítio é menos usado do que o de sódio, por ser menos disponível.
Como no uso da guanidina e do sódio, o correto é a aplicação de tonalizante ou tintura semipermanente, ambos sem amônia.
O produto é restrito a fios muito crespos e sem coloração ou descoloração.

                                                Henê

Alisa e colore os fios e é incompatível com outras substâncias alisantes.
Quem utilizar esse princípio precisa ter paciência se quiser modificar o cabelo, pois ele não poderá ser colorido nem tonalizado.
Para a utilização de qualquer outro tipo de alisante para quem usa o henê deve esperar os fios crescerem e ir cortando as pontas para eliminar o produto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário